Dor na hora do sexo?

A dor na hora do sexo pode até ser comum de vez em quando, mas há casos em que exige atenção. Afinal, o que era para ser prazer não pode se transformar em desconforto sempre que você e o seu parceiro estão em um momento de intimidade. Às vezes é o seu corpo tentando dizer que algo está errado – e a melhor saída é não ignorar.

Para as mulheres, as dores durante a relação sexual são mais frequentes do que para os homens. É o que indica um estudo da Universidade de Indiana, dos Estados Unidos, segundo o qual aproximadamente 33% delas já teriam experimentado desconforto, contra apenas 7% deles.

Há diversas causas associadas a relações sexuais dolorosas – que vão desde fatores físicos a circunstâncias emocionais, todas capazes de afetar a qualidade do sexo. Confira abaixo algumas das explicações possíveis:

Pouca lubrificação
A dor muitas vezes é resultado de preliminares rápidas ou queda nos níveis de estrogênio após menopausa e parto. O resultado é pouca lubrificação e, como consequência, uma penetração mais difícil, que tende a causar desconforto.

Medicamentos
Alguns medicamentos são conhecidos por inibir desejo e excitação, o que pode diminuir a lubrificação e tornar o sexo doloroso. Dentre eles estão antidepressivos, medicamentos para pressão arterial elevada, sedativos, anti-histamínicos e até mesmo algumas pílulas anticoncepcionais.

Lesões, trauma ou irritação
São problemas que costumam ocorrer após acidente, cirurgia pélvica, circuncisão feminina ou corte feito durante o parto para ampliar o canal de nascimento.

Inflamação, infecção ou doença de pele
Uma infecção urinária ou na área genital é capaz de causar relações sexuais dolorosas. Os problemas de pele, como eczema, também muitas vezes estão por trás do desconforto.A dica é buscar ajuda médica.

Vaginismo
São espasmos involuntários dos músculos da parede vaginal, que podem fazer as tentativas de penetração muito dolorosas, especialmente para a mulher.

Anomalia congênita
É um problema presente desde o nascimento, tal como a ausência de uma vagina totalmente formada ou o desenvolvimento de uma membrana que bloqueia a abertura da região.

Emoções
O que você sente está profundamente entrelaçado com a atividade sexual. Ansiedade, depressão, preocupações com aparência física, medo de problemas de intimidade muitas vezes contribuem para um baixo nível de excitação – resultando em desconforto ou dor.

Como se livrar da dor?

Em primeiro lugar, é importante procurar um médico. Só ele é capaz de identificar a causa e ajudar você a deixar a dor na hora do sexo para trás. A partir daí, ele terá condições de oferecer o tratamento adequado. Se a dor é decorrência de uma infecção, por exemplo, alguns medicamentos são capazes de eliminá-la.

Muitas mulheres têm esse desconforto em razão da lubrificação inadequada – e o simples uso de um lubrificante às vezes é capaz de resolver o problema. É possível ainda recorrer à terapia quando a causa não é física. Nela você aprenderá exercícios de relaxamento vaginal que podem diminuir a dor.

A terapia sexual é importante ainda quando você estava enfrentando dores por muito tempo e demorou para buscar ajuda. Não é raro que, mesmo após o tratamento, você siga tendo uma resposta emocional negativa à estimulação sexual – problema capaz de afetar seu relacionamento.

Buscar um conselheiro ou terapeuta sexual nesses casos é fundamental para melhorar a comunicação do casal e restaurar a intimidade. Além disso, a terapia comportamental cognitiva também pode ser útil para mudar padrões de pensamentos e comportamentos negativos como um todo.

Como evitar a dor no sexo

Muitas mulheres sentem dor na penetração, mas isso não significa que seja algo normal. Na maioria das vezes, ela está ligada à falta de lubrificação e excitação durante o sexo. Algumas mudanças na hora das preliminares podem bastar para diminui-la.

Se você tiver dor durante as relações sexuais, é importante consultar um profissional de saúde para definir a origem do problema. No entanto, existem algumas medidas de autoajuda capazes de aliviar a dor durante o sexo. Conheça-as.

Use lubrificante. Os lubrificantes podem tornar a penetração mais fácil e evitar qualquer tipo de dor durante a entrada do pênis na vagina.

Tenha tempo para o sexo. Separe um tempo em que nem você nem seu parceiro estejam cansados ou ansiosos. Assim é possível construir a excitação aos poucos, o que facilita a lubrificação natural.

Fale com seu parceiro. Diga ao seu parceiro onde e quando você sente dor, bem como quais atividades você acha agradáveis ou desagradáveis.

Tente atividades sexuais que não causem dor. Por exemplo, se a relação sexual é dolorosa, você e seu parceiro podem querer se concentrar em sexo oral ou masturbação mútua.

Fonte: Site Doutíssima